Atendimento: (54)3536-6330 / 3536-6433
Contate agora e tire suas dúvidas.

Juros abusivos

Dívidas bancárias, o que fazer para sair do vermelho.
Diariamente assistimos através do noticiário, manchetes apresentando elevados lucros percebidos pelos bancos, valores estes que se originam através de seus serviços oferecidos, principalmente os de financiamentos e cartão de crédito.
 
Hoje, o crédito é muito facilitado, os bancos nos oferecem uma gama de serviços, e de forma muito rápida, seja fornecendo crédito para financiar um automóvel, aquisição da casa própria, crédito pessoal para viagens, cartão de crédito, entre outros, que por hora pode ser a tão almejada realização de um sonho, mas que em alguns casos, com a inadimplência, pode se tornar um verdadeiro pesadelo.
 
Neste momento de dificuldades, as instituições bancárias tem se aproveitado da situação e acabam, muitas vezes, cobrando valores absurdos, dificultando a situação do cliente, e tornando em algumas vezes a dívida impagável.
 
Esta dificuldade que muitos vem enfrentado atinge hoje grande parte da população, a qual fica refém das instituições bancárias, não tendo opções a não ser pagar juros e mais juros.
 
Para aqueles que vem enfrentando dificuldades  para pagar suas dívidas, que estão com o nome negativado nos cadastros de restrição creditícia (SPC, Serasa) nada melhor que tentar resolvê-las o quanto antes administrativamente ou judicialmente.
 
Para tanto, especialistas alertam para que a pessoa se reeduque financeiramente, cortando gastos desnecessários, tendo consciência dos seus rendimentos e suas despesas, e ainda,  aplicando um valor mensal em uma conta poupança para contar em casos de emergência.
 
Além disso, em alguns casos o procedimento judicial poderá ser adotado, através de uma ação de revisão de contrato, com o intuito de evitar a cobrança de juros abusivos e taxas indevidas presentes principalmente em contratos de financiamentos de veículos, cartões de crédito, e outros.
 
O consumidor tem seu direito guarido no Código de Defesa do Consumidor, e pode ingressar com este tipo de ação em contratos bancários, como forma de pagar o justo ao banco e assim proteger seu nome dos cadastros de negativação creditícia (SPC e Serasa).
 
Quaisquer dúvidas sobre este procedimento poderás nos contatar por e-mail ou telefone.
 
 

Endereço

Chitolina Advocacia

Rua Sinimbu,  2211,  sala 302
-  Centro
 -  Caxias do Sul / RS
-  CEP: 95020-520
+55 (54) 3536-6330+55 (54) 3536-6433
Visitas no site:  61830
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia